topo
Início da Busca
Campo de busca
Fim da Busca
Início do contéudo da página

O Componente Institucional do Programa de Qualificação busca medir o desempenho da ANS a partir de um conjunto de indicadores que compõem o Índice de Desempenho Institucional (IDI). Esta avaliação é realizada desde 2006. Os indicadores são definidos pela própria ANS, agrupados em dimensões ponderadas, definidas anualmente pela Diretoria Colegiada, com o objetivo de fornecer subsídios para que a ANS possa aprimorar seus processos de trabalho.


Abaixo seguem os resultados do Índice de Desempenho Institucional (IDI):

O Programa de Qualificação Institucional da ANS está em fase de reformulação a fim de melhor se adequar ao seu propósito, que é aprimorar a capacidade regulatória da ANS. A ideia central da proposta é a formação de um ciclo de melhoria contínua a partir do processo de avaliação.

Dessa forma, em 2016, o Índice de Desempenho Institucional (IDI 2016) de transição possui como indicadores os percentuais de cumprimento do Contrato de gestão e da Agenda Regulatória. O resultado alcançado foi 1,0, conforme detalhado na Tabela 1:

Tabela 1 - Resultados do IDI 2016

IndicadorResultado apuradoPontuação IDIResultado IDI 2016 ponderado
Percentual de cumprimento do Contrato de Gestão A Medida Resumo do Contrato de Gestão foi de 80,01%, equivalente a 100,01% de alcance de sua meta. 1 0,5
Percentual de cumprimento da Agenda Regulatória 91,1%, com um total de 41 de 45 produtos entregues, conferindo resultado de 130,14% de alcance de sua meta. 1 0,5
Resultado final do IDI 2016 1,0

O Gráfico 1, a seguir, representa uma série histórica dos resultados do IDI, desde 2006 até o último ciclo.

Gráfico 1: Resultados do IDI de 2006 a 2016

Por fim, devido ao processo de reformulação já mencionado, é imperativo se destacar que há uma alteração metodológica significativa entre o cálculos do IDI 2016 e os anteriores no que se refere à composição de indicadores. Isso leva a necessidade de cautela ao se interpretar o histórico de resultados, não se inviabilizando, no entanto, a credibilidade do índice alcançado.

O resultado do Índice de Desempenho Institucional (IDI 2015) foi 0,82. Os resultados por eixo estratégico, alinhados aos eixos direcionais do Contrato de Gestão da ANS, estão detalhados na Tabela 1, que também apresenta informações sobre os indicadores e pesos que conformam cada eixo estratégico.

Tabela 1 - Resultados do IDI por eixo estratégico (Contrato de Gestão)

IDI 2015 por eixo estratégico


Na Tabela 2, a seguir, estão detalhados os resultados por indicador. A tabela inclui os resultados alcançados - de acordo com a fórmula de cálculo e meta pré-estabelecidos nas fichas técnicas - a interpretação do resultado, a pontuação obtida para a formação da nota do IDI e a Diretoria relacionada a cada indicador.

Tabela 2: Resultados do IDI 2015 por indicador

IDI 2015 por indicador


Dos onze indicadores que compõem a grade da Qualificação Institucional 2015, seis alcançaram a meta proposta pela área técnica.

O Gráfico 1, a seguir, representa uma série histórica dos resultados do IDI, desde 2006 até o último ciclo. Observa-se a tendência à estabilidade no valor do índice, não obstante, é importante ressaltar que ao longo deste período houve alterações na metodologia de cálculo, grade de indicadores e nos eixos direcionais.

Gráfico 1: Resultados do IDI de 2006 a 2015

Resultados do IDI de 2006 a 2015

A tabela 1 apresenta o resultado dos 15 indicadores que avaliaram processos de trabalho da ANS no período 2014, detalhando Índices de Desempenho por Dimensão (IDED) e do Índice de Desempenho Institucional (IDI).

Tabela 1 - Resultados de Qualificação Institucional – ciclo 2014

ided-resultados-do-indice-de-desempenho-institucional 2014


A tabela 2 e o gráfico 2 mostram que o IDI, em 2014, foi de 0,82, resultado inferior ao ciclo 2013, cuja pontuação foi de 0,86. Quanto aos Eixos Direcionais, as pontuações em todos os Eixos, em 2014, foram inferiores àquelas obtidas no ano anterior.

Tabela 2 - Pontuações do IDI e do IDED (2013/2014)

AnoEixo DirecionalIDED
2013 IDI 0,86
Desenvolvimento Institucional (DI) 0.82
Sustentabilidade de Mercado (SM) 0.80
Articulação e Aprimoramento Institucional (AI) 0.96
2014 IDI 0,82
Desenvolvimento Institucional (DI) 0.75
Sustentabilidade de Mercado (SM) 0.75
Articulação e Aprimoramento Institucional (AI) 0.95

Pontuações do IDI e do IDED (2013/2014)


O percentual de indicadores que atingiram a meta no ciclo 2014 (26,7%) foi inferior ao ciclo 2013 (47,1%), conforme apresentado na tabela 3 e no gráfico 3.

Tabela 3 - Percentual de indicadores que atingiram a meta proposta - 2013/2014

AnoEixo DirecionalTotal de IndicadoresIndicadores que Atingiram a Meta% de Indicadores que Atingiram a Meta
2013 Total 17 8 47,1%
Desenvolvimento Institucional (DI) 6 3 50,0%
Sustentabilidade de Mercado (SM) 9 4 44,4%
Articulação e Aprimoramento Institucional (AI) 2 1 50,0%
2014 Total 15 4 26,7%
Desenvolvimento Institucional (DI) 5 1 20,0%
Sustentabilidade de Mercado (SM) 8 2 25,0%
Articulação e Aprimoramento Institucional (AI) 2 1 50,0%

Pontuações do IDI e do IDED (2013/2014)


O Gráfico 4 representa uma série histórica dos resultados do IDI, desde 2006 até o último ciclo. Vale ressaltar que ao longo deste período houve alterações na metodologia de cálculo, grade de indicadores e nos eixos direcionais.

grafico 4

Para o ciclo 2013 foram feitos ajustes na grade de indicadores, respeitando as mudanças internas relacionadas aos processos de trabalho.

O Quadro 1 mostra que o Índice de Desempenho Institucional (IDI) foi de 0,86, resultado superior ao ciclo 2012, cuja pontuação foi 0,80. De acordo com os resultados apurados, 47,1 % dos indicadores cumpriram suas metas. 

Quadro 1 – Resultados do Índice de Desempenho Institucional

O resultado por Eixo Direcional também apresentou aumento nos eixos Desenvolvimento Institucional (DI) e Articulação e Aprimoramento Institucional (AAI), e uma ligeira redução no eixo Sustentabilidade de Mercado (SM), com relação ao período passado. O eixo Articulação e Aprimoramento Institucional foi o que apresentou o maior índice de alcance de metas (Tabela 1).


Tabela 1 - Resultados por Eixo Direcional

Eixo DirecionalIDED
Desenvolvimento Institucional (DI) 0.82
Sustentabilidade de Mercado (SM) 0.80
Articulação e Aprimoramento Institucional (AI) 0.96
IDI 0,86

Observa-se que os eixos AAI e DI apresentaram a maior porcentagem de indicadores com cumprimento de metas (tabela 2). No entanto, destaca-se que esse desempenho não superou 50% em nenhum Eixo Direcional.

Tabela 2 - Porcentagem de cumprimento de metas por Eixo Direcional

Eixo DirecionalQuant. de IndicadoresInd. que cumpriram a metaInd. que cumpriram a meta (%)
Desenvolvimento Institucional (DI) 6 3 50,0
Sustentabilidade de Mercado (SM) 9 4 44,4
Articulação Institucional (AI) 2 1 50,0
Total 17 8 47,1

Os resultados refletem um bom desempenho institucional, e apontam para a necessidade de contínua melhoria de grande parte dos processos de trabalho medidos.

Para o período de 2011, com o objetivo de alinhar cada vez mais o instrumento avaliativo institucional com as diretrizes propostas pelo planejamento da agência e seu Contrato de Gestão, definiram-se os indicadores a partir dos objetivos estratégicos, dos Macroprocessos e dos Eixos Direcionais contemplados no Contrato de Gestão da agência.

O ciclo 2012 continuou estável em relação ao número de indicadores do ciclo anterior, sendo que, do total de 19 indicadores, 11 permaneceram inalterados e oito sofreram algum tipo de alteração metodológica. Para o período de 2012, a metodologia para a construção foi a mesma aplicada em 2011.

Tabela 1 - Índice de Desempenho por Eixo Direcional e seus respectivos peso.

Ano Eixo Direcional IDED Peso
2011 IDI 0,90
Desenvolvimento Institucional (DI) 0.93 0,23
Sustentabilidade de Mercado (SM) 0.96 0,43
Articulação e Aprimoramento Institucional (AI) 0.79 0,34
2012 IDI 0,80
Desenvolvimento Institucional (DI) 0,75 0,23
Sustentabilidade de Mercado (SM) 0,90 0,43
Articulação e Aprimoramento Institucional (AI) 0,70 0,34

Tabela 2 - Distribuição percentual do cumprimento de meta pelos indicadores, segundo Eixos Direcionais

Ano Eixo Direcional Quant. de Indicadores Ind. que cumpriram a meta Ind. que cumpriram a meta (%)
2011 Total 19 12 63,2%
Desenvolvimento Institucional (DI) 7 5 71,4%
Sustentabilidade de Mercadol (SM) 7 4 57,1%
Articulação Institucional (AI) 5 3 60,0%
2012 Total 19 9 47,4%
Desenvolvimento Institucional (DI) 7 2 28,6%
Sustentabilidade de Mercadol (SM) 7 5 71,4%
Articulação Institucional (AI) 5 2 40,0%

Para o ciclo 2010 foram feitos alguns ajustes na grade de indicadores, respeitando as mudanças internas relacionadas aos processos de trabalho. Dessa forma, foram feitas exclusões e atualizações, no que diz respeito à fórmula de cálculo e meta. Além disso foi necessária uma reorganização dos indicadores nos Eixos Direcionais do Contrato de Gestão em função de mudanças conceituais desses eixos para o ano de 2010. De acordo com os resultados apurados, 31,3 % do indicadores cumpriram suas metas. Assim como no período anterior, o eixo Desenvolvimento Institucional foi o que apresentou o maior índice de alcance de metas (Tabela 1).

Tabela 1 - Índice de Desempenho por Eixo Direcional e seus respectivos peso.

Eixo DirecionalIDEDPeso
Desenvolvimento Institucional (DI) 0.93 0.23
Sustentabilidade de Mercado (SM) 0.65 0.43
Articulação e Aprimoramento Institucional (AI) 0.69 0.34
IDI 0,73  

Tabela 2 - Distribuição percentual do cumprimento de meta pelos indicadores, segundo Eixos Direcionais

Eixo DirecionalQuant. de IndicadoresInd. que cumpriram a metaInd. que cumpriram a meta (%)
Desenvolvimento Institucional (DI) 6 3 50,0
Sustentabilidade de Mercadol (SM) 6 2 33,3
Articulação Institucional (AI) 4 0 0,0
Total 16 5 31,3
Os eixos Desenvolvimento Institucional e Sustentabilidade do Mercado foram os que apresentaram melhor pontuação no Índice de Desempenho por Eixo Direcional – IDED (tabela 2) . A média final do IDI sofreu forte influência da nota de alguns indicadores cujas pontuações ficaram muito aquém do esperado. Assim, o resultado de 0,73 no IDI 2010 apontou para uma ligeira queda no desempenho com relação ao ano de 2009, cujo IDI foi de 0,82. Pode-se observar que os ajustes feitos às metas e prazos dos indicadores, bem como nos critérios de estabelecimento dos numeradores e denominadores, influenciaram no comportamento de alguns indicadores. Ao compararmos as pontuações nos períodos de 2009 e 2010, observamos que ao atribuir um grau de exigência maior alguns indicadores tiveram seus rendimentos comprometidos, não atingindo o resultado esperado. A análise dos resultados permite apontar que além da necessidade de melhoria de alguns processos de trabalho da agência, é preciso revisitar continuamente o método de análise, de forma a aprimorar sua capacidade de refletir a realidade institucional. Em acréscimo, é preciso rever a grade de indicadores em função das mudanças ocorridas nos processos de trabalho da agência, buscando atualizar informações e incorporar a avaliação de outros processos estratégicos para a ANS e que eventualmente não estejam contemplados no instrumento avaliativo atual.

O Programa de Qualificação Institucional 2009 foi aprovado pela auditoria interna da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Os resultados obtidos refletem a participação dos servidores, que em 2008 foi ampliada com o objetivo de melhorar os indicadores e a maneira de construí-los. Abaixo seguem os resultados:

Tabela 1 - Índice de Desempenho por Eixo Direcional e seus respectivos pesos.

Eixo DirecionalIDEDPeso
Qualificação da Saúde Suplementar (QSS) 0.69 0.23
Desenvolvimento Institucional (DI) 0.89 0.38
Sustentabilidade de Mercado (SM) 0.77 0.23
Articulação Institucional (AL) 0,92 0,16
IDI 0,82  

Tabela 2 - Distribuição percentual do cumprimento de meta pelos indicadores, segundo Eixos Direcionais

Eixo DirecionalQuant. de IndicadoresInd. que cumpriram a metaInd. que cumpriram a meta (%)
Qualificação da Saúde Suplementar (QSS) 2 0 0,0
Desenvolvimento Institucional (DI) 9 7 77,8
Sustentabilidade de Mercadol (SM) 10 5 50,0
Articulação Institucional (AI) 5 3 60,0
Total 26 15 57,7

De acordo com os resultados apurados, 57,7% dos indicadores cumpriram suas metas. O eixo Desenvolvimento Institucional foi o que apresentou o maior índice de alcance de metas (tabela 1).

Os eixos Desenvolvimento Institucional e Articulação Institucional foram os que apresentaram melhor pontuação no Índice de Desempenho por Eixo Direcional – IDED (tabela 2).

A análise dos resultados permite apontar que, apesar da necessidade de um contínuo aperfeiçoamento dos indicadores do componente Institucional do Programa de Qualificação, foi possível obter uma visão panorâmica da instituição, observando fragilidades, pontos fortes e criando a oportunidade de que os gestores percebam onde há problemas, onde há boas práticas e qual o impacto desse conjunto de práticas sobre o desempenho institucional.

O Programa de Qualificação Institucional 2008 foi aprovado pela auditoria Interna da ANS, que avaliou a confiabilidade dos indicadores.

Tabela 3 -Índice de Desempenho Institucional (IDI)

Dimensão Peso Resultado IDSS
Processos Regulatórios 0,5 0,82
Desenvolvimento Institucional 0,5 0,95 0,88


Saiba Mais

Acesse a legislação relacionada

  • RN nº 139, de 2006 - instituiu o Programa de Qualificação da Saúde Suplementar.


Compartilhe:

Fim do contéudo da página
Início do rodapé
ANS no Twitter
ANS no YouTube
ANS no Facebook
RSS
Acesso à Informação
Governo Federal
Fim do rodapé

ANS - Agência Nacional de Saúde Suplementar

Inicio do Endereço Sede
Avenida Augusto Severo, 84 - Glória - Rio de Janeiro/RJ - CEP: 20021-040
Fim do Endereço Sede
Ir para o topo da página